Transtorno de Ansiedade

Segundo dados da ONU (organização mundial de saúde) em 2015 18,6 milhões de Brasileiros possuem algum transtorno de ansiedade, este dado foi levantado em 2017. Possivelmente este numero segue aumentando afinal muitas pessoas desconhecem como aliviar os sintomas e ate mesmo identificar que esta precisando de ajuda.

Normalmente há medo de perder o controle , estado de alerta que causa a sensação de luta e fuga, relacionando também a tensão muscular e permanente sentimento por algo perigoso que “pode” acontecer.

A seguir será apresentado alguns dos principais transtornos de ansiedade para o seu conhecimento:

  • Fobia Específica :

É caracterizada por situações vistas pela pessoa como PERIGO! Chamado em termos técnicos de Objeto Fóbico. A seguir alguns exemplos: Animais, sangue, injeção, carro, avião, pessoa fantasiada entre outros. 75% dos pacientes possuem mais de uma situação fóbica. Algumas perguntas para refletir sobre os transtornos de ansiedade:

? Crianças: Causa medo excessivo seguido de choro e imobilidade?
A criança se agarra e recusa falar ou estar diante do objeto fóbico?
Você percebe que a criança esta sofrendo? Se as respostas foram Sim, fique atento e faça uma avaliação com profissional da área.

? Adultos: O medo é desproporcional/maior ao perigo do objeto fóbico?
Causa paralisia ou estado de choque? Causa prejuízo na vida social e sofrimento? Se sim, vale investigar.

  • Agorafobia:

Na maioria das vezes se manifesta entre o final da adolescência e inicio da vida adulta. A prevalência é maior em mulheres. Causa sensação de medo e ansiedade. Exemplos de situações agorafóbicas:

▪️ Lugares de grande circulação de pessoas como shoppings, transporte publico, praças e parques;
▪️ Permanecer em lugares fechados;
▪️ Ficar em uma fila ou junto a muitas pessoas desconhecidas;
▪️ Sair sozinho(a).

O medo comum dos pacientes com este transtorno é de não dar conta da situação e ter um ataque de pânico. Sendo assim em alguns casos optam por não sair de casa mantendo se isolados. Se você se
identificou ou conhece alguém com estes sintomas busque ajuda.

  • Transtorno de Pânico:

A ocorrência se da diante de crises de ansiedade repentinas, medo exagerado, evitação, desespero acompanhados de sintomas físicos o que provoca maior preocupação e sensação de perda de controle. Quando tratado o paciente consegue identificar uma crise de panico e a partir de técnicas trabalhadas em psicoterapia como exercícios de respiração seguidos de relaxamento consegue lidar melhor com a situação.

O TP pode estar associado a outros transtornos ,como ansiedade e transtornos depressivos, sendo assim pode ocasionar a piora do prognóstico caso não seja acompanhado, é importante ter empatia, evitar que a pessoa em sofrimento fique sozinha e estimular a conversa sobre os sintomas.

Entre os sintomas podemos destacar palpitações, coração acelerado,taquicardia, sensação de tontura, falta de ar ou sufocamento,calafrios ou ondas de calor, náuseas, tremores e medo de morrer. A idade de inicio ocorre entre a adolescência e o inicio da fase adulta.

O autoconhecimento é um fator de extrema importância assim como ter a condição de falar com alguém sobre o que sente para receber ajuda adequada.

Nem sempre falar dos sentimentos e sensações é uma tarefa fácil, trata-se de uma questão de treino e confiança para pedir ajuda. Por isso se você percebe que algo no seu dia a dia não está dentro do padrão de normalidade do seu funcionamento não perca tempo para aliviar o que está causando desconforto, falar com um familiar, colega de trabalho ou amigo pode ser um primeiro passo para retomar a sua rotina e bem-estar.

Não esqueça existem profissionais competentes e dispostos a ajudar. Agende um horário e vamos pensar juntos em melhorias para sua vida!

Milene Machado
Psicóloga – CRP 07/26380
Pós SBDG Dinâmica dos Grupos e MBA em Empreendedorismo, Marketing e Finanças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *